Diego Casagrande

 

Casagrande é formado em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do RS (PUC-RS) em 1993.

DIEGO CASAGRANDE (PORTO ALEGRE, 1972) É UM JORNALISTA, RADIALISTA, ESCRITOR, CRONISTA E PALESTRANTE BRASILEIRO.
MORA DESDE 2018 NOS EUA.

Em 2016 foi escolhido para receber o Prêmio Liberdade de Imprensa do XXIX Fórum da Liberdade, evento internacional promovido pelo IEE (Instituto de Estudos Empresariais) e sediado no Centro de Eventos da PUC-RS.

Ainda na faculdade, começou a trabalhar no jornal Zero Hora no setor de copyright. Depois atuou como produtor e repórter na Rádio Gaúcha. Foi apresentador e repórter na TVCOM e RBSTV. Inaugurou o programa Conversas Cruzadas (TVCOM) em 1995, onde permaneceu como apresentador até meados de 1997. Desde 2005 está no Grupo Bandeirantes de Comunicação do Rio Grande do Sul, onde apresenta programas nas rádios BAND NEWS FM 99,3 (Primeira Edição) e BANDEIRANTES FM 94,9/AM 640 (Rádio Livre), atualmente direto de Orlando (FL), nos Estados Unidos. Foi colunista semanal do jornal METRO em Porto Alegre desde a sua estreia em 2011 até 2018.

Ao longo da carreira já recebeu Prêmio Press, Brigada Militar e Direitos Humanos de jornalismo, entre outros. Em 2014 foi escolhido Comunicador da Qualidade do PGQP (Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade) e Comunicador do Ano da FCDL (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RS). Em 2015 e 2017 recebeu o Prêmio Press de Melhor Apresentador de Rádio do Rio Grande do Sul em votação pública e de personalidades.

Em 2018 foi escolhido Cidadão de Porto Alegre pela Câmara de Vereadores da capital do RS.

Casagrande é autor de quatro livros: Porto Alegre – 48 horas sob terror (com José Coiro, em 1997), Vanguarda do Atraso (2006), O Triunfo das Nulidades (2014) e Que delícia ser de esquerda (2016). Também participou da antologia “Santa Sede – Crônicas de Botequim” (2012).

Também é Editor do site OpiniaoLivre.com.br.

Vídeos

Acompanhe o meu canal direto dos EUA

+ Recente:

opiniao&criticaV6
  • 39% dos empregos “dos sonhos” dos jovens podem ser automatizados
    on 22/01/2020

    O estudo “Dream Jobs? Teenagers’ Career Aspirations and the Future of Work”, divulgado nesta quarta-feira (22) no Fórum Econômico Mundial de Davos apontou que 39% dos empregos “dos sonhos” dos jovens podem ser automatizados. No entanto, essas […]

  • Liberdade de imprensa: as duas caras de Rodrigo Maia
    on 22/01/2020

    Na censura da revista Crusoé, presidente da Câmara tentou justificar imprensa amordaçada. No caso de Glenn Greenwald, apressou-se em defender o denunciado por participar de crimes dos hackers O post Liberdade de imprensa: as duas caras de Rodrigo Maia apareceu primeiro em […]

  • OCDE discutirá entrada do Brasil em fevereiro
    on 22/01/2020

    A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) irá propor um debate entre seus membros sobre a entrada do Brasil no grupo no dia cinco de fevereiro, quando haverá uma reunião do conselho, informou o secretário-geral da […]

  • Transformar a cultura da empresa é inovar, dizem executivos
    on 22/01/2020

    A transformação da cultura da empresa significa promover a inovação, segundo 86,3% dos empresários brasileiros que foram entrevistados pela pesquisa Tendências para Transformar Sua Empresa em 2020, encomendada pela CI&T. Ela, é uma multinacional […]

Fale com o Diego Casagrande






Na censura da revista Crusoé, presidente da Câmara tentou justificar imprensa amordaçada. No caso de Glenn Greenwald, apressou-se em defender o denunciado por participar de crimes dos hackers...

https://opiniaoecritica.com.br/liberdade-de-imprensa-as-duas-caras-de-rodrigo-maia/

PSOL, tira esse "liberdade" do nome. O que vocês gostam é ditadura. Homenagear ditador que criou um regime baseado em uma caçada esquizofrênica ao "homem rico" e usou essa narrativa pra justificar perseguição, escravidão e genocídio é o cúmulo da falta de vergonha.

Ver Mais

Custom by